Jump to content
  • Announcements

    • Andrey

      Utilização da Logo do Clube Peugeot

      Boa tarde a todos Estamos com um problema grave dentro de nosso fórum, nossa tão querida logo esta rodando em diversas fotos, sem qualquer AUTORIZAÇÃO DA ADMINISTRAÇÃO, sabemos que muitos só tem boas intenções, visando ajudar a divulgar o fórum e que se orgulham em ter o nome do fórum em seus ensaios, assinaturas e etc. DESTA FORMA, FICA PROIBIDA A REPRODUÇÃO DO LOGOTIPO DO CLUBE PEUGEOT, dentro e fora do ambiente do fórum. A administração, chegou a conclusão que só será permitido a utilização da logo do CP nas seguintes condições: - Qualquer material gerado pelo departamento de MKT/SHOP (antes apresentado no Sub fórum especifico); - Fotos de Encontros OFICIAIS do CP (apenas OES poderão utilizar, e apenas nas fotos); Para utilização em fotos de Encontros Oficiais, será gerado uma logo padrão para tal procedimento, que será postado no Sub fórum específico e deverá seguir as recomendações. Como a grande maioria sabe, nosso nome, endereço e marca foram registrados no INPI, o que nos da o direito de propriedade e respaldo da utilização destes nomes e imagens, afim de evitar problemas como tivemos de membros fabricando adesivos, chaveiros e etc. Assim qualquer outro tipo de reprodução de nossa marca, fica interpretado como PIRATARIA. Contamos com a ajuda de todos afim de nos notificar quem esta em desacordo Abraços

Leaderboard


Popular Content

Showing content with the highest reputation since 14-11-2017 in all areas

  1. 4 points
    Olá Senhoras e Senhores. Quero começar este post agradecendo à todos que foram no nosso encontro de encerramento. Vocês fizeram este encontro ser incrível. OBRIGADO A TODOS. Foram 28 carros presentes e aqui estão algumas fotos do nosso maravilhoso evento. Não podia faltar de cima da escada: Teve a turma que ficou até o final, finalmente, finaleraaa. Enquanto uns corriam de Kart outros já estavam almoçando. Rolou alguns sorteios para a turma que foi para o almoço As melhores do Kart Feminino: Os melhores do Kart QUASE - LEVES/ QUASE PESADOS Os melhores do Kart PESOS - PESADOS Algumas fotos dos carros presentes: Galera ostentação Galera toda reunida para aquela foto TOPPPPPP A galera da região compareceu em peso (muito peso em alguns, menos peso em outros) e fez este evento ser realmente TOP. Quem tiver mais fotos do evento, manda aí. Valeu galera. Até o próximo encontro por aí.
  2. 2 points
    Boas moçada! Finalmente temos um tutorial em português para instalação do ar digital no 206/207. Vale salientar que esse tutorial, apesar de escrito por mim, contou com a ENORME colaboração de 2 outros membros do CP: o Henrique (henrioliver) daqui de Recife e o Cimoh, de SP. Basicamente, para a instalação do ar digital precisamos de 2 peças: - Comando do ar digital: ATENÇÃO: Comprar o comando com entrada para 3 plugs conforme foto acima! Alguns comandos possuem apenas 2 plugs e não são compatíveis com esse tutorial!! Segue abaixo uma foto do comando de 2 plugs. Perceba que não existe o plug cinza!! - Caixa evaporadora completa, com sensores, chicote, atuadores, engrenagens e motor de ventilação forçada: Não é necessário substituir a caixa completa. Na verdade utilizaremos peças da caixa do ar digital que serão adaptadas no ar analógico. Segue abaixo as peças que serão adaptadas: - Chicote completo Da esquerda pra direita, os dois primeiros conectores vão no comando digital, o terceiro é o sensor de temperatura interna e o quarto é o cabo de força da caixa que fica na caixa de fusíveis abaixo do volante. - Atuadores Na caixa analógica são utilizados cabos para fazer o acionamento da recirculação interna e o direcionamento do ar. Na digital existem 3 motores que fazem esse acionamento. - Sensor do evaporador Não sei se é o mesmo sensor da caixa analógica (aparentemente é), mas se você comprar a caixa completa acho que vale a pena trocar ele também. Não tenho fotos dele agora, mas vou editar aqui e colocar as fotos depois, mas dá pra ver ele na foto acima: tem 2 fios (azul e amarelo) entrando numa pecinha na parte de baixo da foto. É ele. - Sensor de temperatura interna É o sensor que fica acima do porta-luvas, posicionado naquelas ranhuras do painel (alguns painéis não têm essa ranhura). Como o nome já diz, mede a temperatura interna do carro. Foi mostrado na foto do chicote. - Motor de ventilação interna Essa é a peça mais cara do conjunto. O motor de ventilação da caixa analógica é diferente do da caixa digital. Na caixa analógica existe uma resistência que faz a mudança da velocidade e na caixa digital essa resistência não existe. Segue abaixo uma foto do motor da caixa analógica para comparação. Perceba nas fotos abaixo que o digital tem 1 conector a mais. Motor do ar analógico. Só possui 1 plug de 2 vias Motor do ar digital. Possui 1 plug igual ao analógico e 1 plug de 5 vias CHICOTES E CONECTORES DO SISTEMA DE AR CONDICIONADO O chicote da caixa digital possui 7 conectores: 1 para cada atuador (são 3), 1 para o sensor do evaporador, 1 para o sensor de temp. interna, 2 vão para o comando do ar digital e 1 que recebe a energia do carro (que é igual ao da caixa manual e fica na caixa de fusíveis, abaixo do volante). No comando do ar digital temos mais um conector de 6 vias cinza, que encaixa no espaço cinza do lado esquerdo na foto abaixo: Esse conector cinza está ligado no conector verde “fêmea” que fica abaixo do volante (foto abaixo). O conector verde “macho” está ligado ao conector 10 vias da BSI (mostrado logo abaixo) e ao velocímetro. A ativação/desativação do compressor do ar passa pelo velocímetro para depois chegar à BSI, à BSM e depois ao compressor. Então, utilizamos o próprio chicote da caixa manual e fazemos uma mudança nas posições dos pinos desse conector cinza para utilizá-lo com o comando digital. Para quem não sabe, todos os conectores do carro possuem numeração dos pinos e é possível movê-los para qualquer espaço. Conectores verde e preto. Na outra extremidade do conector verde “fêmea” está o conector cinza em questão. No chicote cinza do ar analógico existem 5 fios e o ar digital precisa apenas de 4. Nesse chicote cinza precisamos fazer as mudanças abaixo: -Movemos o pino 3 p/ o pino 1, que está vazio; -Movemos o pino 2 p/ o pino 3; -Removemos o pino 5 e deixamos isolado. Segue abaixo foto do conector cinza ligado no comando e uma foto em detalhe do pino 5 vazio: Também precisamos modificar o conector 10 vias da BSI mostrado abaixo (preste atenção nele pois falaremos acerca do mesmo depois). Nesse conector, precisamos mover o pino 7 para o pino 6. Como o pino 6 já possui 2 outros fios, remova o pino 7, isole o pino metálico com fita isolante, e conecte o fio do pino 7 em um dos (ou até mesmo nos dois) fios do pino 6 descascando os fios e enrolando um ao outro, prendendo com fita isolante. Agora a última mudança de pinos ocorre no conector 18 vias branco do velocímetro: -Remaneje o pino 16 para o pino 13 -Remaneje o pino 9 para o pino 11 Os pinos 11 e 13 provavelmente estarão vazios antes da mudança. Segue abaixo foto de como ficará o conector após remanejamento dos fios: Conector do velocímetro após a mudança. Perceba o fio marrom no pino 11 e o fio laranja no pino 13. Após isso, seguindo as cores de cada fio você pode checar se a fiação está correta da seguinte forma: -O pino 1 do conector cinza está ligado no pino 1 do conector verde que está ligado no pino 6 do conector 10 vias da BSI. Equivale ao terminal “positivo” para o comando do ar -O pino 3 do conector cinza está ligado ao pino 2 do conector verde que está ligado ao pino 13 do velocímetro -O pino 4 do conector cinza está ligado ao pino 3 do conector verde que está ligado ao pino 11 do velocímetro. O comando digital envia o sinal para ativação/desativação do compressor através dos pinos 3 e 4 do conector cinza -O pino 6 do conector cinza está ligado ao pino 6 do conector verde e é o terra, não vi onde ele está ligado Checando isso, devemos proceder com a ativação via PPS do ar digital na BSI. Com a fiação adaptada, podemos fazer a desmontagem do painel para a substituição das peças na caixa do ar analógico. DESMONTAGEM DO PAINEL Para fazer a mudança nas peças precisamos desmontar o painel, não tem jeito. Eu ainda procurei outra maneira removendo o porta luvas, mas o acesso é muito complicado. Antes de tudo, desconecte o terminal positivo da bateria. Basicamente precisamos retirar apenas um chicote da BSI, que é o conector 10 vias (já mostrado acima) que sai junto com o painel. Eu também desconectei o cabo da ignição (é o conector 2 vias do lado Esquerdo desse de 10 vias). Vale avisar que o chicote do pisca alerta, do CB, do velocímetro e esse conector de 10 vias são retirados junto com o painel. Não tenho fotos da desmontagem do painel (tem fotos no tópico do Scarpanti sobre a troca do painel), mas segue abaixo uma foto indicando onde ficam os parafusos do painel: 1-Em cada lateral temos 2 parafusos 13mm sextavado 2-Após a retirada do volante, capa da chave de seta e chave de seta, temos acesso aos parafusos que fixam a barra de direção. Você pode removê-la parcialmente (se você observar existe uma conexão com eixo estriado na barra) ou soltá-la do painel e deixá-la pendurada (eu fiz assim). Se não me engano os parafusos têm 15mm (cabeça sextavada) e são quatro: dois logo à frente e dois na parte de baixo da barra. 3- Dois parafusos cabeça sextavada 10mm prendem o painel à caixa do ar (ficam visíveis ao remover a parte central do painel) 4- Retiramos o console central e temos um parafuso sextavado 13mm (não precisa retirar os parafusos de cima) 5- Por trás do velocímetro tem um parafuso sextavado 13mm 6-Parafuso torx por trás do CB Também precisamos remover o terra central que fica ao lado do parafuso 4 da figura acima, no meio do carro. Soltando tudo isso o painel só estará no lugar por causa de 2 pinos presentes nas laterais. Basta forçar um pouco pra cima que o painel sai (com 2 pessoas fica mais fácil). SUBSTITUIÇÃO DAS PEÇAS NA CAIXA EVAPORADORA Removemos o motor da caixa manual e substituímos pelo motor da caixa digital. Motor de ventilação do ar digital já encaixado na caixa evaporadora do carro Como sabemos, o ar analógico possui uma resistência que faz a mudança da velocidade. Em vez de deixarmos a resistência do ar manual no lugar (apenas para fechar o furo) e substituir somente o atuador, preferi remover o duto do lado direito da caixa. Na parte de trás da mesma temos uma trava: Basta removê-la e girar o duto no sentido anti-horário que ele sai. Lembre-se de não forçar muito a caixa para os lados para não danificar nenhuma mangueira de passagem do gás, gerando vazamento. Com calma dá pra tirar esse duto sem muito esforço. Foto da caixa sem o duto: Duto novo no lugar. O bom de trocar o duto é que não precisamos fazer a troca das engrenagens e não tiramos o atuador. Colocamos o atuador que abre e fecha o ar para as pernas. Ele está circulado na foto abaixo: No atuador que direciona ar para o para-brisa e saída frontal, precisamos trocar a engrenagem branca também (Dá pra ver a engrenagem branca logo acima. Ela está acima do quadrado que eu fiz pra destacar o atuador. Essa é a engrenagem antiga). Comparando a foto abaixo e a anterior perceba que elas são um pouco diferentes. A do ar analógico possui uma extremidade para encaixe do cabo de aço para que ela se movimente. No ar digital essa extremidade não existe e encaixamos a engrenagem do atuador no lugar dela. Veja que a engrenagem branca da foto acima e a da foto anterior a esta são diferentes. Finalizando isto, a caixa evaporadora está pronta. Não tirei fotos da instalação do sensor de temperatura interna, mas se você possui o sensor e o suporte para encaixe do mesmo, basta aproveitar o painel do lado de fora do carro e colocar o mesmo na sua posição. Existe um furo por trás das ranhuras do sensor com o mesmo diâmetro do mesmo, e existem também as ranhuras para encaixe do suporte do sensor. Lembre-se de deixá-lo numa posição que favoreça o encaixe do chicote do ar no sensor, pois você só vai encaixá-lo depois que o painel estiver no carro. Agora podemos levar o painel de volta para o carro. Atenção na montagem para não amassar nenhum dos fios do painel, e nem os fios da BSI. É difícil que isso aconteça, mas não custa avisar. No meu caso, eu coloquei apenas o necessário pro carro ligar (velocímetro, chave de seta, CB) e liguei os chicotes do ar. Dei partida no carro e testei as funções. Com tudo funcionando perfeitamente, montei o painel no lugar. Vale lembrar aos aventureiros que após a instalação, será necessário habilitar a função de "ar condicionado automático" na BSI, usando o scanner original da PSA. Sem isso o painel do ar digital irá ficar aceso após desligar a chave do carro por alguns segundos, e o compressor não irá ligar quando o botão for pressionado. Depois de habilitado tudo funcionará normalmente. Pessoal, acredito que é isso. Qualquer dúvida favor perguntar pra não fazer besteira. Eu sei que é muita informação, a instalação realmente não é fácil, e a mão de obra é grande. Mas o resultado final compensa, hehehe. Go go CP!!!!!! ==================================================================================== ATUALIZAÇÃO - 23/2/2013 Ladies and gentlemen, vou adicionar aqui um esqueminha do sucesso que eu fiz pro Felipe Leal quando ele instalou o AC no carro dele, já que ele teve umas broncas. Espero que ajude. Digo logo que foi feito nas carreiras (pq o cara tava desesperado sem AC) e no PAINT! Maaas dá pra entender e talvez esclareça a dúvida de alguns com relação às mudanças nas posições dos fios que eu expliquei acima. A parte que tem fios com umas pintinhas de outra cor significa que o fio tem 2 cores, p. ex. amarelo/preto é 1 fio e rosa/azul é outro fio. Essas são as cores dos fios no meu carro, em outros carros pode ser diferente. Segue também algumas fotos da fiação no meu carro. Não tirei fotos do conector cinza, infelizmente... CONECTOR 10 VIAS DA BSI: CONECTOR VERDE 6 VIAS: **Créditos das imagens reupadas fica para o membro NDR7!
  3. 2 points
    Olá, Meu nome é Leonardo, sou proprietário de um Peugeot 208 Griffe automático, branco nacre, e como muitos proprietários de Peugeot 208 sempre senti o freio do carro um pouco ineficiente, principalmente com o carro carregado em rodovias, por isso resolvi dar uma melhoradinha. Comprei as pinças de freio dianteiras e traseiras de um Peugeot 408 THP 2012 em um ferro-velho, sendo as dianteiras dos discos ventilados de 302 MM e as traseiras dos discos de freio sólidos de 249 MM. Em seguida desmontei as pinças de freio para verificar tudo e faze um limpeza, em seguida troquei os reparos que precisavam, procedi a galvanização e pintura nas dianteiras, pois as traseiras são de alumínio, e por isso não as pintei, mas apenas lavei e deixei como novas. Segue fotos das pinças dianteiras: Depois das pinças dianteiras estarem prontas procedi a instalação com discos novos de 302 MM, da marca Powerbrakes e pastilhas de freio da marca Cobreq. Na correria acabei esquecendo de tirar fotos durante o processo de instalação, mas penas fotos dá para ter uma noção do tamanho dos discos e da pinça de freio, sendo possível usar apenas rodas acima de aro 16 na dianteira. Seguem fotos: Depois de terminar a instalação dos discos, pinças e pastilhas de freio dianteiras parti para a instalação dos discos traseiros (bem mais trabalhosos e complicados). Primeiro retirei as rodas, em seguida tirei as porcas das pontas de eixo e desmontei as campanas, retirei os espelhos com sapatas bem como as pontas de eixo. Para não ter que fazer adaptações e correr o risco de o veículo ficar fora dos padrões originais resolvi comprar as pontas de eixo do Peugeot 208 THP, que vem com discos traseiros originais, ou do Peugeot 2008. Por se tratarem de carros relativamente novos nem perdi tempo procurando em ferro-velho, encomendei as pontas de eixo com as porcas na concessionária, pois a ponta de eixo dos freios a disco utiliza a medida de 30 MM e não de 25 MM como as originais do freio a tambor. Seguem fotos: Essa parte pintada de preto não vem na ponta de eixo, mas para evitar ferrugem e dar mais durabilidade na peça pintei!!! Em seguida comprei os discos de freio sólidos traseiros do Citroen C4 da marca Fremax (são bem mais em conta do que procurar por discos de freio do Peugeot 208 THP e Peugeot 2008, mas o código das peças no servicebox é o mesmo, bem como no catálogo Fremax). Comprei os discos de freio que vêm com os rolamentos de roda e anel de ABS. Um detalhe importante é que o anel do ABS dos discos traseiros é maior, em função do maior diâmetro das pontas de eixo, rolamentos e cubos do disco, mas o sensor de leitura do ABS do carro leu perfeitamente, sem a necessidade inclusive de reprogramar via Diagbox. Seguem fotos da instalação das pontas de eixo com suporte para as pinças de freio: Aproveitei para dar uma lavada nas peças e no sensor de leitura do ABS!!! Como podem ver também pintei os discos de freio na parte que vai ao cubo, pois esta parte enferruja rapidamente e dá um aspecto muito feio ao veículo!! Como podem notar nas fotos a tubulação de freio que vai na campana é de metal, e não é prudente instalá-la diretamente na pinça de freio traseira (apesar de dar o tamanho e rosca), pois a pinça se movimenta, o que leva a acabar por fadigando a tubulação de metal com o tempo, portanto comprei dois flexíveis de freio pequenos, do Golf GTI antigo e instalei nas pinças de freio, e posteriormente cortei duas chapas de metal e pintei de preto para fixar os flexíveis e fazer a ligação com a tubulação de metal original. Alguns podem dizer que se trata de uma adaptação, mas quem nunca viu um 208 THP ou um 2008 acha que é original! Depois desta etapa foi somente necessário sangrar todo o sistema de freio, aproveitei já para substituir pelo fluido de freio Dot 5.1 (superior ao original do carro), e os freios já estavam funcionando novamente, mas faltando apenas o freio de mão!!!! O cabo de freio de mão original do Peugeot 208 com freio a campana traseiro é curto para usar nas pinças de freio, e ficaria muita gambiarra a sua instalação!! O ideal seria adquirir os cabos de freio de mão do Peugeot 208 GT - THP, mas por ser um carro mais novo o preço é totalmente proibitivo nas concessionárias, bem como o cabo de freio de mão do Peugeot 2008, e a solução encontrada por mim foi a instalação dos cabos de freio de mão do Peugeot 307 ou 308, que são maiores, mas dá para instalar perfeitamente, sem qualquer adaptação (só instalei mais duas abraçadeiras no eixo para evitar uma "barriga no cabo", em função do tamanho maior). Finalmente os freios estão funcionando perfeitamente!!! A princípio não se nota tanta diferença nos freios, mas depois de se assentarem as pastilhas de freio se percebe a âncora que virou os freio do carro - SIMPLESMENTE PERFEITO!!!! Os freios dianteiros originais do Peugeot 208 GT - THP são de 288MM e não 302 MM como os que instalei, já os traseiros do Peugeot 208 GT - THP são iguais aos do C4, discos sólidos de 249 MM. Antes de começar a empreitada eu pesquisei bastante no servicebox e em seguida parti para a compra das peças. Toda o processo foi feito e instalado por mim mesmo (freio é coisa séria e não admite erros e gambiarras)!! Quem se interessar pela instalação o faça por conta e risco, mas pelas fotos mostro que é totalmente possível e sem qualquer gambiarra!! Um abraço a todos!!
  4. 1 point
    "Pneus trocados, do Pirelli Cinturato P1 para Continental ContiPowerContact 3"... Magnifica troca... um oceano de diferença entre os dois... Junto aos Yokohama e Michelin, os melhores que já utlizei!!! Parabéns pela escolha.
  5. 1 point
    Não consigo pensar em nada além de amortecedor.
  6. 1 point
    Um amigo tem um 406 coupê e pesquisamos os amortecedores para ele deve ter uns 3 meses no máximo. Ainda estão em fabricação porém custa aqui na minha cidade R$ 6.000,00 cada. Com o Jr Martins sairia mais barato, coisa de 4 a 4,5 mil reais cada. Você consegue importar pelo ebay e sairá bemmmm mais barato mas ainda assim não é barato. Outra alternativa é entrar com um jogo de coilovers Bilstein ou Koni que ainda assim saira mais barato. Perde a questão de poder eletronicamente enrijecer o amortecedor mas o bolso agradece.
  7. 1 point
    De fato, o grande problema dos 206/7, e qualquer carro na verdade, é a negligência e má manutenção do carro. Conheço bem o 207 pois minha ex tem um 207 XS-A 09/10 e o que o carro oferece você não vai encontrar na concorrência pelo preço do 207. Se o carro tem um bom histórico de manutenção o carro vai te cobrar exatamente o que qualquer carro de qualquer marca vai, que é a troca de itens de desgaste natural. Quem realiza a manutenção do carro dela é um mecânico oriundo da concessionária local e sempre realizamos no carro as manutenções preventivas e muitas vezes nos antecipamos a prováveis problemas. Por exemplo, o tão falado eixo traseiro dá problema porque o rolamento estraga e come o eixo, logo fizemos a troca preventiva do rolamento e lubrificação do eixo aos 70k km e o carro vai em seus saudáveis 90k km. A manutenção em geral dos carros franceses não é cara e o carro é muito confortável. Procure um carro bem cuidado, mesmo que pague um pouco mais por isso, e não vai se arrepender. Aqui no forum tem muito material para pesquisa. Fique a vontade para perguntar pois a galera vai te ajudar a esclarecer seus questionamentos.
  8. 1 point
    Falando em registro, segue o link do meu carro no Spritmonitor, pra você dar uma olhada nos meus registros de abastecimento e manutenção: https://www.spritmonitor.de/en/detail/542126.html (Se estiver em alemão, clique na bandeira inglesa no canto superior da tela) Depois vá em Filter Options, marque "no fuelings", coloque a data inicial 09.11.2012 e a final de hoje e veja os resultados.
  9. 1 point
    Na oficina o profissional deve ver o nivel de gás do ar condicionado, caso esteja baixo ele vai verificar se existe vazamento. Não tem muito mistério o serviço, o sistema tem que ser estanque.
  10. 1 point
  11. 1 point
    Olá pessoal, vou contar uma experiência que aconteceu comigo sobre esse assunto. Meu carro, um 206 1.4, 8v, ano 2005/2006 estava acontecendo um problema parecido com esse do tópico, no meu caso era óleo do motor passando para o sistema de arrefecimento. Todos os mecânicos me disseram que era junta de cabeçote, porém eu desconfiava porque meu carro nunca aqueceu, e geralmente quando acontece da junta queimar é mais provável que a água passe para o motor, caso inverso ao meu. Contudo, como não sou mecânico, resolvi ouvi-los, partindo então para troca de junta e retífica de cabeçote. Como já havia previsto, não era junta. Ainda bem que o mecânico era leal, e assumiu que errou, contudo qualquer mecânico cometeria esse erro, entendi. Examinando o motor, a procura do problema, ele foi encontrado no bloco do motor, não me lembro o nome da peça, mais eram juntas de vedação parecidas com aquele do filtro de óleo. Um problema que me custaria em torno de 300 reais, acabou me saindo por 1200 com essa história de cabeçote. Quero alertar o senhores pra antes de partirem pra junta de cabeçote, peçam para o mecânico da uma olhada nessas juntas.
  12. 1 point
    Meio que ressuscitando o tópico mas... tenho um feline e também é meio derretido nesta mesma parte. Achei que era só com o meu, que a ex-dona tivesse feito alguma coisa ou sei lá. Achei uma lente avulsa no ML, dá uma procurada lá. Isso eu só penso em resolver depois.
  13. 1 point
    Vc pode requisitar um manual novo na concessionária. Para retirar a chave: -Pressione e mantenha pressionado o botão de zerar o hodometro com chave desligada. -Com o botão ainda pressionado ligue a chave até o ultimo estágio. -Irá aparecer uma contagem regressiva de 10 segundos no painel -Aguarde o fim da contagem, quando aparecer _=0 solte o botão, desligue e ligue a chave.
  14. -1 points
    Engano seu. Não faz parte da manutenção. Carro é para andar e não para futucar. E não existe esse negócio de torque para o bujão de escoamento do cárter e dos para fusos de rodas. E torquímetros não fazem parte das ferramentas de amadores. Desculpe a franqueza mas, quem entende de carros sabe exatamente o torque de aperto de tudo que for "mexível". E o beagle está certo no "faça você mesmo". E soltar parafuso não é manutenção.
×