Jump to content

Leaderboard


Popular Content

Showing content with the highest reputation since 20-01-2018 in all areas

  1. 3 points
    Olá, Seja bem vindo(a) ao Clube Peugeot! Em nome de todo o STAFF e membros gostaria de dizer que é nossa alegria que tenha decidido se juntar a nós. Gostaríamos de conhecer voce um pouco melhor, pedimos que por gentileza ao efetuar seu cadastro complete o mesmo com todas as informações necessarias, principalmente sobre seu carro e cidade/estado onde reside, ALTERAR PERFIL E aqui neste espaço escreva um pouco sobre voce e do porque está se juntando ao nosso grupo, podem utilizar o exemplo abaixo, caso ajude: - Nome: - Cidade: - Como conheceu o clube: - Indicado por: - Carro: - Intenção ao ingressar no CP: Uma vez que isso seja feito, voce ganhará acesso a todas as áreas de nossa comunidade, menos aos classificados que ficam reservados aos membros, portanto respeite essa regra ou estará sujeito a moderação. Após um pequeno estágio probatório onde avaliaremos sua conduta ao longo de 100 posts participativos no forum, decidiremos se voce poderá se tornar um MEMBRO do Clube ou não. Assim que seu status de membro for adquirido voce terá condições de usar os classificados. Por favor, note que esta é apenas uma medida que visa a segurança de nosso grupo. Novamente, seja muito bem-vindo a familia CP! Clique em "RESPONDER" e faça sua apresentação! Estamos a disposição!
  2. 3 points
    Cara, o consumo aqui declarado para os 308 2.0 estão na média da categoria. Eu tinha um Cruze Sport6 LTZ que tirei 0 km e vendi com 10 meses. A média do carro na minha cidade era 7, no máximo 7,5 km/l na gasolina. No etanol ficava no máximo na casa dos 5,3 km/l. Nada diferente do que esta sendo exposto aqui. E temos que considerar que o Cruze é 1.8 com menos potência e menos torque e tem Câmbio de 6 velocidade e o tão "aclamado" ecotec debaixo do capô. Era para ser exemplo de economia e mais uma vez fica na média. Com o 308 THP eu fazer 9,5 km/l na cidade é fato extraordinário. Contudo, estava dirigindo meu carro a 20 minutos atrás. Parei no acostamento na estrada. Sozinho dentro do carro. Ar ligado. A batida inebriante da música "Eu não vou parar" do Apocalipse 16. Clima agradável. Uma reta de 4 km sem absolutamente ninguém mais. Apenas eu e o meu Predador pedindo, implorando para acelerar. Pisei no acelerador e ouvi ao fundo o afinado ronco do motor. Segurei com força o volante, levei a mão à alavanca de câmbio e o coloquei no tiptronic e pensei: "Cara, eu comprei um carro para me deliciar com seu motor. Comprei este carro para sentir falta de ar ao acelerar. Comprei-o para elevar minha pressão arterial ao limite da saúde". Uma gota de suor rolou pelo meu rosto e o último pensamento surgiu a exatos 6500 RPM em minha cabeça: "Foda-se o consumo!!!!" Pisei no acelerador com tanta força que achei que iria furar a carroceria do animal. Impulsionado pelas trocas de marcha do Paddle Shift rasguei meu coração com tanta emoção e prazer quase orgasmático. Olhei o CB do carro descer a autonomia em uns 50 km e a única coisa que pensei foi: "Meu Deus, obrigado por me dar a oportunidade de dirigir esta máquina. Amém!" A vida é curta demais. Se importar com 1 ou 2 kms a mais ou a menos por litro te fará perder o prazer daquilo que é uma das alegrias para aqueles que amam carros: Dirigir!!!
  3. 2 points
    Boas pessoal, essa semana tive o desprazer de ter meu retrovisor chutado por um Motoboy, apesar da raiva na hora, felizmente não consegui derrubar ele. Pois bem, o chute foi certeiro mas não chegou a quebrar o espelho, só deslocou pra frente e desregulou a lente. O problema eh que ele eh rebativel elétrico, junto aí alarme. E isso estragou, não fechava nem abria. Após várias consultas sem sucesso nos fóruns, resolvi METER A CARA e tentar arrumar. Deu certo, então resolvi montar um DIY pra ajudar quem possa ter esse problema futuramente. Não eh muito difícil mas eh bem delicado e eh preciso muita calma. Se for estressado, tome uma cerveja junto pra acalmar. Bom, tudo começa aqui. Primeiro tiramos a capa do espelho, só puxar com jeitinho. Depois tira a moldura da maçaneta interna, eh bem delicada, comece a tirar pelo vão q tem no canto superior esquerdo, onde tentei mostrar com a foto Olha como a peça eh frágil A próxima parte eh tirar o comando dos vidros, um parafuso cabeça Torx 20. O comando tem 2 plugues, preste atenção nas cores, para encaixar corretamente depois. No meu caso, o cinza ficou mais ao meio do comando. Com tudo solto, eh hora de soltar o forro, temos 1 parafuso bem no alto desse canto. E dois nessa parte. Somado ao parafuso do comando dos vidros, são 4 no total Agora eh só puxar a parte de baixo que vai soltando os grampos, debaixo pra cima, e quando soltar todos, puxe o forro pra cima pra desencaixar das canaletas(pestanas pra alguns) Com o forro fora, solte o plug do alto falante (esqueci da foto) e depois solte os 2 plugues do espelho, não se preocupe em marcar pq os plugues são diferentes, não tem erro no encaixe. Solte os 3 parafusos (torx 30) do espelho, o do copinho ali eh o q segura a moldura (a primeira peça que tiramos) Com o espelho fora eh hora de tirar a moldura da cor. Eh bem chato, geralmente quebra, eu quebrei 1 trava. Comece por aqui. Agora tire essa pecinha preta, sai fácil... Embaixo dela tem 3 parafusos, solte com uma torx 15 Agora que vc soltou os parafusos, passe o chicote e tire a peça, ficando assim como a foto. Tirei essa peça, sabe o que tem embaixo dela? NADA, só perdi tempo, então nem precisa tirar Agora vamos tirar a lente do espelho, force com cuidado as travinhas que estão no fundo da foto, meio escondidas... São 4 partes com 2 travas cada, no meu soltava 1 e empurrava com calma e já saia a outra. Não foi difícil Agora tire os plugs do aquecimento(anti embaçamento) e observe no casco do espelho o motor e mecanismo do espelho elétrico e seus 3 parafusos torx 15 Aqui da pra ver melhor como são as travas da lente do espelho Agora solte os 3 parafusos que falei. Até aqui foi fácil né? Esse plug foi maldito... Deu trabalho pra tirar, tive q colocar uma chave pequena no vão que ele tem e forçar bastante, felizmente não quebra fácil. Aqui uma prévia de como está o espelho, já passamos da metade. Agora é hora de separar a moldura do restante. Solte os 3 parafusos torx da foto que a moldura já sai. Vc vai ficar com essa peça na mão, ali da pra ver os rebites estourados já, mas vc tem q estourar e tirar eles fora, eu usei uma broca de 3,5mm. Não precisa "arregaçar" o rebite, pois como ele tem um formato diferente, vc pode reutilizar o mesmo depois, da até pra dar um pingo de cola branca na hora de montar, só pra fazer uma tensão, pq ali ele não eh forçado. Aqui o outro lado da peça, veja como não é um rebite comum Olha só no que virou rs. Depois de tirar o rebite, puxe o mecanismo pra baixo pra separar as peças. Vai sobrar isso na sua mão. Note que nos furos onde passava o rebite, tem 2 travas, e são elas que juntam e mantêm o mecanismo vedado contra pó e água. Usei uma chave de fenda pequena pra empurrar e tirar, conforme a foto abaixo. Antes de abrir, não esqueça de tirar esse plug, tem uma borrachinha q veda ele, use uma chave de fenda pequena e force de baixo pra cima Uhullll.... Chegamos ao motor. Aqui está o bicho. Tire a placa que comanda, é só puxar pra trás. Se vc chegou aqui e essa engrenagem está quebrada, estragada ou algo assim, não posso ajudar, caso esteja igual a essa, continuamos. Aqui estava o problema no meu caso, mas de qualquer forma, antes de montar, alinhe bem essas 2 engrenagens, elas são responsáveis em transferir as rotações do motor para o espelho. Olha aí... A engrenagem desalinhada, era só esse o motivo do meu espelho não rebater. Pois bem, agora que vc já arrumou seu rebatimento (ou não), está na hora de montar tudo de novo. Pois bem, comece a ler tudo de baixo pra cima e troque as palavras "solte", "tire", "afrouxe" pelos seus antônimos que você chega lá. Considerações, não é uma tarefa muito simples mas também não é nenhum bicho de 7 cabeças, mas garanto uma coisa, nenhum técnico vai arrumar isso pra vc, principalmente em CSS, e nem preciso falar o preço de um espelho desses né... O mais em conta que achei estava por 260 reais, usado. Espero que ajude a quem precisar. Abraços!
  4. 2 points
    Fala galera, bora desmistificar esse mito? Após longos meses de estudo, consegui estudar exatamente os pontos necessários para o correto funcionamento do RNEG nos veículos equipados com os radios RD4/RD45. O processo é relativamente simples, então vamos lá!!! Primeiro passo é adequar o seu conector QuadLock da seguinte maneira: Conectores do RNEG Conectores BSI Esquema Elétrico RNEG Adequações que teremos que fazer: Conector 12 Vias Marrom da Tela Retrátil Pino 1 - Ligado ao pino 9 do 16v Preto do RT6 Pino 2 - Vazio Pino 3 - Ligado ao pino 6 do 10v Preto da BSI Pino 4 - Vazio Pino 5 - Vazio Pino 6 e Pino 12 - Unidos para ligar ao pino 15 do 16v Preto do RT6 Pino 7 - Vazio Pino 8 - Ligado ao pino 7 do 10v Preto da BSI Pino 9 - Vazio Pino 10 - Ligado ao pino 5 do 12v NA do RT6 Pino 11 - Vazio Realizados esses ajustes, basta montar o aparelho e ligar o carro. Será necessário realizar toda a configuração do RNEG no carro via DIAGBOX. Ps. Em alguns casos, ao ligar e configurar o RNEG os botões ficam sem funcionar, basta destivar a "fachada multiplexada", "ecra Multifunções" e "ecra retrátil". Caso alguém tenha alguma dúvida, conte comigo para ajudar nessa mod!
  5. 2 points
    EDIT: Atenção. Para visualizar as fotos tem que ter paciência (demora para carregar), todas ainda estão disponíveis. Caso algo se perca segue link com todas as fotos do tópico: https://drive.google.com/file/d/14S7WvFTnYB7ZA0375GWrqcMTzeGz_k2-/view?usp=sharing Está no meu drive pessoal e lá ficará 4ever. Em caso de quebra, ainda estou disponível pelo e-mail, demoro a responder mas RESPONDO. Bom Dia / Tarde / Noite galera. Desde meados de 2012 quando entrei no fórum, sempre quis fazer esse DIY, mas pela falta de imagens fui obrigado a fica somente na vontade hoje após vários anos de insistência mandando imbox, e-mail e perguntando em tópicos recebi o tão esperado e-mail com todas as imagens do membro stefanscapin, um pdf com completo dessa maravilha das antigas. Portanto após mais de 90 imagens salvas uma por uma na mão direto do pdf :challenge: e mais de 413 linhas de código depois :velho: , aqui estamos. Agradecimentos ao Antigo dono do tópico morto que realmente não sei que é e não vou procurar agora =D.( depois coloco). E agradecimentos ao Clube Peugeot pelo fórum está de pé, pois somente através dele posso postar o conteúdo e todos lerem com uma interface bacana e sem propagandas. :santodeus: Não esquece de largar o like lá no fim em, afinal não doí e "perdi" mais de 6 horas da minha vida acertando isso pra você. ___________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ Bom galera, pra começar queria dizer que esse DIY é baseado no tutorial anti-grilos do ELMS. O que fiz foi apenas tirar fotos do processo e ir um pouco além em alguns momentos. Os quadrados de cor amarela indicam Fita Isolante e os de cor vermelha indicam o uso de Espuma. Espero que seja útil. O que será necessário: 1- Tesoura 2- Chave Torx 3- Espuma com cola de um lado <----------------------hyperlink 4- Eva com cola - Eva com cola 2 <----------------------hyperlink 5- Chave de fenda 6- Fita isolante 7- Paciência \/Diy - Removendo Grilos 206 - ( 2015 Atualizado) Com Fotos...\/ ______________________________________________________________________________________________________________________- Curtiu, ou sabe algum outro grilo chato, lança um comentário ai em baixo que vou deixar o tópico atualizado. Se conhece algum tópico com imágens quebradas que esteja perdido no espaço tempo e você possui o pdf dele completo , manda que coloco no ar sem problemas. Qualquer link quebrado manda email yuripastore@hotmail.com (obs. sejam conscientes, não vou responder estou com barulho na suspensão traseira) :sefudeu: E não esquece de clicar no curti que fica aqui ao lado -------------------------------------->>>>>>>>>>>>>>>>>>>
  6. 2 points
    Se é resto de encanamento é inaceitável terem utilizado água de torneira na concessionária para completar o reservatório. Não sei se os fluidos são colocados na fábrica ou na concessionária, mas o correto seria usarem fluido da Total com água desmineralizada ou aqueles que já vem pronto pra usar. Quanto a dizerem ser "normal" o fluido perder a cor vale até uma reclamação na Peugeot, além da avaliação em outra concessionária mesmo. Isso simplesmente não existe, é um absurdo vir um técnico (que se diz técnico) e falar uma coisa dessas. Sugestão: entre em contato também com a Total e relate o ocorrido. Nada melhor que o fabricante pra dizer se essa perda de cor é normal ou não, e deixe bem claro na Peugeot e na concessionária que você já está fazendo essa consulta. É por essas e outras que o pós-venda da marca tem a fama que tem. Impressionante.
  7. 2 points
    Olá, Meu nome é Leonardo, sou proprietário de um Peugeot 208 Griffe automático, branco nacre, e como muitos proprietários de Peugeot 208 sempre senti o freio do carro um pouco ineficiente, principalmente com o carro carregado em rodovias, por isso resolvi dar uma melhoradinha. Comprei as pinças de freio dianteiras e traseiras de um Peugeot 408 THP 2012 em um ferro-velho, sendo as dianteiras dos discos ventilados de 302 MM e as traseiras dos discos de freio sólidos de 249 MM. Em seguida desmontei as pinças de freio para verificar tudo e faze um limpeza, em seguida troquei os reparos que precisavam, procedi a galvanização e pintura nas dianteiras, pois as traseiras são de alumínio, e por isso não as pintei, mas apenas lavei e deixei como novas. Segue fotos das pinças dianteiras: Depois das pinças dianteiras estarem prontas procedi a instalação com discos novos de 302 MM, da marca Powerbrakes e pastilhas de freio da marca Cobreq. Na correria acabei esquecendo de tirar fotos durante o processo de instalação, mas penas fotos dá para ter uma noção do tamanho dos discos e da pinça de freio, sendo possível usar apenas rodas acima de aro 16 na dianteira. Seguem fotos: Depois de terminar a instalação dos discos, pinças e pastilhas de freio dianteiras parti para a instalação dos discos traseiros (bem mais trabalhosos e complicados). Primeiro retirei as rodas, em seguida tirei as porcas das pontas de eixo e desmontei as campanas, retirei os espelhos com sapatas bem como as pontas de eixo. Para não ter que fazer adaptações e correr o risco de o veículo ficar fora dos padrões originais resolvi comprar as pontas de eixo do Peugeot 208 THP, que vem com discos traseiros originais, ou do Peugeot 2008. Por se tratarem de carros relativamente novos nem perdi tempo procurando em ferro-velho, encomendei as pontas de eixo com as porcas na concessionária, pois a ponta de eixo dos freios a disco utiliza a medida de 30 MM e não de 25 MM como as originais do freio a tambor. Seguem fotos: Essa parte pintada de preto não vem na ponta de eixo, mas para evitar ferrugem e dar mais durabilidade na peça pintei!!! Em seguida comprei os discos de freio sólidos traseiros do Citroen C4 da marca Fremax (são bem mais em conta do que procurar por discos de freio do Peugeot 208 THP e Peugeot 2008, mas o código das peças no servicebox é o mesmo, bem como no catálogo Fremax). Comprei os discos de freio que vêm com os rolamentos de roda e anel de ABS. Um detalhe importante é que o anel do ABS dos discos traseiros é maior, em função do maior diâmetro das pontas de eixo, rolamentos e cubos do disco, mas o sensor de leitura do ABS do carro leu perfeitamente, sem a necessidade inclusive de reprogramar via Diagbox. Seguem fotos da instalação das pontas de eixo com suporte para as pinças de freio: Aproveitei para dar uma lavada nas peças e no sensor de leitura do ABS!!! Como podem ver também pintei os discos de freio na parte que vai ao cubo, pois esta parte enferruja rapidamente e dá um aspecto muito feio ao veículo!! Como podem notar nas fotos a tubulação de freio que vai na campana é de metal, e não é prudente instalá-la diretamente na pinça de freio traseira (apesar de dar o tamanho e rosca), pois a pinça se movimenta, o que leva a acabar por fadigando a tubulação de metal com o tempo, portanto comprei dois flexíveis de freio pequenos, do Golf GTI antigo e instalei nas pinças de freio, e posteriormente cortei duas chapas de metal e pintei de preto para fixar os flexíveis e fazer a ligação com a tubulação de metal original. Alguns podem dizer que se trata de uma adaptação, mas quem nunca viu um 208 THP ou um 2008 acha que é original! Depois desta etapa foi somente necessário sangrar todo o sistema de freio, aproveitei já para substituir pelo fluido de freio Dot 5.1 (superior ao original do carro), e os freios já estavam funcionando novamente, mas faltando apenas o freio de mão!!!! O cabo de freio de mão original do Peugeot 208 com freio a campana traseiro é curto para usar nas pinças de freio, e ficaria muita gambiarra a sua instalação!! O ideal seria adquirir os cabos de freio de mão do Peugeot 208 GT - THP, mas por ser um carro mais novo o preço é totalmente proibitivo nas concessionárias, bem como o cabo de freio de mão do Peugeot 2008, e a solução encontrada por mim foi a instalação dos cabos de freio de mão do Peugeot 307 ou 308, que são maiores, mas dá para instalar perfeitamente, sem qualquer adaptação (só instalei mais duas abraçadeiras no eixo para evitar uma "barriga no cabo", em função do tamanho maior). Finalmente os freios estão funcionando perfeitamente!!! A princípio não se nota tanta diferença nos freios, mas depois de se assentarem as pastilhas de freio se percebe a âncora que virou os freio do carro - SIMPLESMENTE PERFEITO!!!! Os freios dianteiros originais do Peugeot 208 GT - THP são de 288MM e não 302 MM como os que instalei, já os traseiros do Peugeot 208 GT - THP são iguais aos do C4, discos sólidos de 249 MM. Antes de começar a empreitada eu pesquisei bastante no servicebox e em seguida parti para a compra das peças. Toda o processo foi feito e instalado por mim mesmo (freio é coisa séria e não admite erros e gambiarras)!! Quem se interessar pela instalação o faça por conta e risco, mas pelas fotos mostro que é totalmente possível e sem qualquer gambiarra!! Um abraço a todos!!
  8. 2 points
    Pessoal, como prometido, seguem algumas fotos de como fiz a instalação no meu carro. Esquema de ligação. O componente 4100 é o sensor. Os 3 fios que saem dele devem ser ligados aos pinos 4, 5 e 6 do conector preto 16 vias da BSM. Há ainda uma segunda ligação que sai dos pinos 3, 4 e 10 do conector preto 10 vias que fica logo abaixo do de 16 vias e vai para os pinos 13, 14 e 29 do conector preto 40 vias da BSI. Essa ligação já estava pronta no meu carro. Aqui o local onde é instalado o sensor, ao lado do suporte do filtro de óleo. Para facilitar o acesso, eu retirei o catalisador. Para retirar esse bujão, utilizei um soquete quadrado nº 8, o mesmo utilizado para o bujão do óleo do câmbio. Esqueci de tirar uma foto do sensor que comprei mas é igual ao da foto acima. O código para o motor 1.4 é o 1131E3 e tem 3 terminais, medindo tanto a temperatura quanto o nível do óleo. Sensor instalado no bloco. A sequencia dos pinos é a que está marcada na foto. Para fazer a conexão com o sensor é preciso um conector de 3 vias igual ao utilizado nos faróis foco duplo no 206. Eu comprei um desses no seguinte anúncio http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-715451133-chicote-soquete-plug-conector-farol-peugeot-3-vias-_JM. Nesta foto já havia isolado as ligações com espaguete termoretrátil. Seguindo a ordem dos pinos no sensor, temos a sequencia acima, pino 1 – fio azul, pino 2 – fio rosa, pino 3 – fio branco. Os fios que comprei foram de 1mm2. Coloquei esta foto para mostrar por onde passei o eletroduto. Não queria passar entre o bloco e o catalisador por causa do calor gerado ali, então deixei por cima do compressor do ar condicionado e passei por dentro do parachoque, próximo ao radiador. Fixei o eletroduto neste outro maior que fica logo abaixo do eletroventilador, saindo do outro lado do radiador. Lá fixei a outro eletroduto que passa por cima do ressonador e sobe por um furo na lataria, saindo ao lado da BSM. Para fazer este trajeto utilizei aproximadamente 3 metros de eletroduto automotivo e, claro, 3 metros de cada cor de fio 1mm2. Para fazer as ligações na BSM eu comprei um conector de 16 vias igual ao do carro. Comprei neste anúncio http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-710006353-chicote-plug-conector-caixa-fusivel-peugeot-206-_JM, é do mesmo vendedor do outro conector. Aqui os terminais, idênticos aos originais do carro. Para minha sorte, o conector tinha fios nas mesmas cores dos terminais do conector 3 vias que comprei, azul, rosa e branco. Ligando os terminais aos fios e isolando. Na parte superior direita da foto está o conector 16 vias preto. Dá para ver os espaços vazios dos pinos 4, 5 e 6, que receberão os terminais do sensor. Aqui eu desliguei a bateria porque é preciso retirar o conector 16 vias da BSM para encaixar os terminais, não tem jeito. Para retirar o conector basta puxar a trava vermelha no sentido da seta, puxe-a até o final e ela mesma se encarrega de levantar o conector, você não precisa puxá-lo para cima. Com o conector solto da BSM, você precisa retirar essa peça vermelha que trava todos os terminais. A peça vermelha tem duas pequenas travas que precisam ser afastadas. Dá para acessá-las pelos buracos indicados com os círculos na foto, usando uma chave de fenda beeeeem pequena. Afastando as travas basta empurrar a peça pelas linguetas indicadas com as setas. É a parte mais chata de todo o serviço, mas com cuidado dá para retirar a peça sem quebrar as travinhas. Depois é só encaixar os terminais na ordem correta. Pelo esquema de ligação da primeira foto temos: Pino 1 do sensor (fio azul no meu chicote) --> pino 6 do conector 16 vias Pino 2 do sensor (fio rosa no meu chicote) --> pino 4 do conector 16 vias Pino 3 do sensor (fio branco no meu chicote) --> pino 5 do conector 16 vias Depois de encaixados os terminais, recoloque a peça vermelha, posicione o conector sobre os pinos da BSM com cuidado e empurre a trava vermelha para dentro do conector, ela vai baixar e travar o conector de volta. Com relação à segunda ligação, no conector de 10 vias preto da BSM do meu carro já havia fios saindo dos pinos 3, 4 e 10, ou seja, para minha sorte a ligação para a BSI já estava pronta. Caso seja preciso fazer essa ligação, conforme o esquema, deve-se ligar um fio do pino 3 até o pino 14 do conector preto 40 vias da BSI, outro fio do pino 4 até o pino 29 e outro fio do pino 10 até o fio 13. Com todas as ligações feitas, ligue novamente a bateria e passe o scanner no carro para habilitar conforme as fotos a seguir (crédito das fotos para o Peter). Em “Quadrante”, alterar a “Função sonda nível de óleo” para presente (no meu carro já estava). Na “Caixa de serviços inteligente”, vá em “Configuração”, “Opção do Cliente”, “Compartimento Motor”: - na opção “sensor temperatura do óleo separado”, alterar para “presente”; - na opção “sensor nível de óleo”, alterar para “presente”; - e em “origem da informação ‘temperatura do óleo’”, alterar de “BSI” para “Calculador Motor”. Então pessoal, não é um tutorial, mas acho que já ajuda a quem quer fazer essa mod, que não é muito complicada. Abraço André
  9. 1 point
    Pessoal, Estou apenas compartilhando uma dor de cabeça que foi muito simples de resolver para o caso mais alguém estiver sofrendo com isso.. Meu carro estava com um "GUC-GUC" - um barulho que parecia vir com conjunto de suspensão traseira.. foi se intensificando com o tempo, sempre aparecendo em ruas mais irregulares e, ao final, até mesmo aparecendo no arranca e para de trânsito pesado.. o que vai dando aquela desanimada.. o carro fica parecendo que tem uns dez anos a mais.. ok.. cheguei a levar num mecânico PSA de renome aqui em BH, que condenou os amortecedores.. já pensei na facada.. Todavia, os amortecedores, apesar de originais, estão sequinhos, sem vazamento algum, sem necessidade aparente de substituição.. Até que levei num outro mecânico, que já foi certeiro no cabo de freio de mão, que fica próximo à roda traseira esquerda.. BATATA.. coisa simples, o cabo estava rangendo por conta do atrito na parte inferior do assoalho. O que fiz foi prendê-lo reforçadamente com aqueles lacres de plástico - tipo algema, sabem!? Problema resolvido e carro silencioso novamente. Abraço
  10. 1 point
    Coloque bandejas Nakata, não vale a pena trocar as buchas. Se o pivô já estiver no fim da vida vc não conseguirá substituir apenas ele, e terá que trocar a bandeja inteira.
  11. 1 point
  12. 1 point
  13. 1 point
    Sem polemizar, mas acho um pouco de exagero da sua parte. Volto a repetir, todo carro fica acelerado na fase fria do motor, até minha moto faz isso, se tiro a mão do acelerador, ela continua empurrando. No 308 é igual, mas eu só saio com o carro após esses 30/45 s que ele fica acelerado, a turbina até espirra as vezes, pois tenho válvula de alívio. Como a rotação fica acima de 1.000 rpm e em carros turbo o torque vem em baixas rotações, no 308 THP é a 1450 rpm, por isso sua sensação de sair com tudo. Espere a rotação baixar e curta o carro, não encontrará outro com esse nível de acabamento e equipamentos por menos de 80/100 mil reais
  14. 1 point
    Não consigo pensar em nada além de amortecedor.
  15. 1 point
  16. 1 point
    História bem legal, pai e filha, cada um com um Peugeot 205 GTi:
  17. 1 point
    37.500 Km Fui tentar borrifar água no vidro traseiro e nada de sair sabão lá, ao parar o carro, teto molhado. E lá vamos nós outra vez.. faltam 4 meses pra acabar a garantia.
  18. 1 point
    Sim eram os daqui... Todos eles. Me ative a esse detalhe. Se têm qualidade e resistência realmente boa principalmente laterais e teto, eu não posso afirmar 100%, mas é melhor do que o Civic que tivemos também considerando os vídeos e fotos que vi. Amigo, tenho 100% de desconfiança do Latin Ncap! Observe a desorganização, testes efetuados de modo diferente misturados aos com supostamente novas metodologia, dentre outras coisas que põe o instituto em questão. Ao menos aqui na América Latina. E tanto é que, o Corolla testado por eles recebe nota máxima, e quando testado pelo IIHS, um instituto REALMENTE sério cuja sede está no norte, ele recebe uma das PIORES avaliações: Veja o vídeo: Veja mais fotos: http://www.iihs.org/frontend/iihs/ratings/images/api-rating-image.ashx?id=3051&width=800 http://www.iihs.org/frontend/iihs/ratings/images/api-rating-image.ashx?id=3049&width=800 E a Toyota vem com essa mesma conversa furada sobre carros seguros, quando o Corolla foi reprovado em diversos aspectos dos testes, no IIHS. Basicamente, a pontuação geral no IIHS é distribuida entre Bom, Aceitável, Medíocre, e Péssimo, onde ele recebeu nota final enquadrada em Medíocre. E o Latin Ncap vem com essa de 5 estrelas. Sim, acredito, com certeza! Ou seja, quem pagar mais o Latin Ncap recebe melhores notas será?... :thumbdown: Abraço,
  19. 1 point
    Link do tópico: http://clubepeugeot.com/ipb/index.php?/topic/7376697-preconização-psa-2016-óleo-lubrificante/
  20. 1 point
    Eu tenho o PPS2000 rodando em VM e geralmente ajuda a galera com diagnosticos em troca de uma doacao pro clube. To aqui na regiao do Itaim Bibi - Sao Paulo.
  21. 1 point
    Boa tarde amigo. Segundo o manual do proprietário e de acordo com a vasta gama de veículos de diversas montadoras, a faixa de troca das correias são entre 55~60 mil km. Portanto, o seu está na hora (até passou já) e quase arrebente, te trará prejuízos piores (como por exemplo, no motor, e na pior da hipóteses, sendo necessário retífica). Sobre a bomba d'água, acho necessário somente trocar quando der defeito ou apresentar sinais de defeito. Salvo engano, não vejo nada no manual dizendo uma KM/TEMPO para troca deste item. Espero ter ajudado e até mais.
  22. 1 point
    Perfeito! Troque as lâmpadas originais, meta umas de 8000 ou 10000K, fique irregular, atrapalhe quem vem no sentido contrário, e faça com que a fiscalização fique ainda mais chata!
  23. 1 point
    Exato, estou com o mesmo problema e já comprei para trocar... Sensor de Velocidade, CÓDIGO PEUGEOT: 616070 - Marca: Valeo
  24. 1 point
    Mike, não é que sou rico, sou doente e tenho que me tratar, minha doença chama-se "coletor" e já tem programa na TV Cabo que mostra alguns sendo tratados.... o fato é que compro um Peugeot e não consigo mais vender e vou juntando, brigando com a mulher e roubando no leite das criancinhas até juntar grana pra outro.... meu mano tem a mesma história, depois de ver meu amor pelos Peugeot decidiu comprar, ou melhor, pediu que eu comprasse um, coisa que fiz com maior prazer, também ví pessoalmente uns 10 carros e na WEB mais uns 50 outros, comprei um 206 1.6 Feline, completinho, menos couro, por 14 mil Dilmas.... meu mano acabou de gastar Mil Dilmas para fazer todas revisões e 2 bieletas e diz estar super satisfeito, assim como eu com meus queridinhos, parabéns pelo post, vai ajudar outros a admirarem esse maravilhoso auto, lembrando que iniciei esse assunto em contraponto aos posts de quem não gosta de Peugeot.....
  25. 1 point
    Olá, sou Julio Cesar Battirola e tive um 206 a 3 anos atraz e no momento estou a procura de um 307. Entrei na comunidade com o objetivo de ver opiniões, dicas e equipamentos para o mesmo. Espero encontrar o que estou procurando e trocar informações com outros proprietários. Abraço
×