Jump to content

Search the Community

Showing results for tags 'Puretech'.



More search options

  • Search By Tags

    Type tags separated by commas.
  • Search By Author

Content Type


Forums

  • Área Comum
    • X Encontro Nacional Clube Peugeot
    • Clube Peugeot
    • Apresente-se
    • Fotos & Vídeos
    • Off-Topic
  • Área Técnica
    • Quero comprar um Peugeot!
    • Eletrônica & Elétrica
    • Tutoriais (DIY) - Faça Você Mesmo
    • Mecânica & Preparação
  • Área de Classificados
    • Venda de Produtos Oficiais do Clube Peugeot
    • Anunciantes do Clube
    • Anúncios dos Membros do Clube Peugeot

Find results in...

Find results that contain...


Date Created

  • Start

    End


Last Updated

  • Start

    End


Filter by number of...

Joined

  • Start

    End


Group


AIM


MSN


Website URL


ICQ


Yahoo


Jabber


Skype


País


Cidade


Garagem

Found 1 result

  1. caio.curvelo

    Detalhes Do Motor 1.2 Puretech (eb2-ff)

    Olá! Segue vídeo postado no canal do YouTube "O Mecânico" com detalhes do motor e alguns procedimentos de manutenção do Puretech 1.2 da PSA. Muito interessante! Alguns detalhes que anotei: - Motor é importado da França - Injeção Valeo V46 - Alternador é do tipo pilotado e interligado à rede LIN (acopla ou desacopla o alternador de acordo com o estado de aceleração ou desaceleração do carro) - Calculador no negativo da bateria (caixa de estado da carga de bateria) faz o controle, dentre outros, do alternador - Necessidade de cuidado com a especificação da bateria a ser substituída! - Motor conta com VVT na admissão e no escape - Conta com estratégia de elevação da rotação ao pisar na embreagem (800 RPM para 1200 RPM) para facilitar o arranque do carro - Velas originais de iridium - Condições de ativação do sistema de partida a frio (aquecimento nos bicos): - Teor de etanol > 85% - Temperatura do motor < 18 graus - Tensão na bateria > 9,4 V - Start do sistema de partida a frio se dá já na abertura da porta (partial wake up) - Reconhecimento de combustível inicia quando: - Variação de no mínimo 15% no nível do tanque (após abastecimento) - Liga o carro com o tanque na reserva - Após 3 tentativas de partida mal sucedidas a ECU muda o mapa para E100 para possibilitar a partida e o reconhecimento é iniciado para "ajuste fino"- Os sensores e atuadores da injeção eletrônica são "comuns", nada de segredos Características construtivas: - 3 cilindros/1.2 litros/4 válvulas por cilindro - 84 cv a 5.750 RPM - Taxa de compressão de 12,5:1 - Componentes com baixo coeficiente de atrito (válvulas, anéis, tuchos, comandos, etc.) - Comando de válvulas tubular (oco), reduz o peso - Motor todo em alumínio, pesando apenas 61,5 kg - Correia dentada com revestimento em teflon, do tipo "úmida" e em contato com os gases do motor (não ficou claro se ela é imersa também no óleo) - Tampa de válvulas "fecha" a correia, então a mesma fica "dentro" do motor. A substituição aparenta ser bem chata, com intervalo de troca de 80 mil km. - Bomba d'água tocada por correia elástica, deve ser substituída sempre que retirada - Demais periféricos (alternador e compressor) tocados por poly-v comum - Polia dos periféricos possui uma massa para compensação do equilíbrio do virabrequim (motor tricilíndrico e tal) - Suporte do motor é integrado ao bloco - Dupla válvula termostática (!!), uma para o bloco e outra para o cabeçote (pode ser que devam trabalhar em temperaturas diferentes?) - Coletor de escapamento integrado ao cabeçote, com dutos de líquido de arrefecimento passando pelo coletor (motor esquenta mais rápido) - Tuchos mecânicos (não-hidráulicos), porém não existe periodicidade (preconizada) para regulagem de válvulas - Camisas dos pistões úmidas e não destacáveis - Filtro de óleo comum (não é do tipo refil) - Bomba de óleo de vazão variável (não ficou claro qual a estratégia de funcionamento)
×