Jump to content
Sign in to follow this  
welsonas

207 Passion 1.4 - Testes De Regulagem De Válvulas, Potencia E Consumo

Recommended Posts

Boa tarde!

 

Adquiri um 207 1.4 - 2011 XR com 35mil quilômetros rodados. Sou mecânico hobista, sendo minha principal função funcionário publico.

 

Assim com minha experiencia anteriores (fusca, gol quadrado, Megane, Corsa) eu resolvi fazer um teste no carro 207 pois o mesmo estava com consumo elevado, porém com ótima potencia e um barulho de válvulas batendo. Somente depois que passa a empolgação da compra que eu vejo certos "defeito" e não consigo deixar passar.

O primeiro teste que fiz foi ler todo material que encontrei. Pena que pude apenas encontrar material em idioma francês, inglês ou russo.

Por tabela os valores de abertura de válvulas devem ser entre 0.20 +- 0.5 na admissao e 0.40 +- 0.5 no escapamento.

 

O carro estava com as válvulas de escapamento entre 0.35 e 0.50 sendo o recomendado 0.40 e as de admissão entre 0.15 e 0.30. Boa resposta de aceleração e consumo entre 9,5 km/l na gasolina e 5,5 no alcool, andando de forma "Goiana" e de modo tiozão entre 10,5 km/l na gasolina.

 

Pois bem o barulho das válvulas estava incomodando muito, tendo como fator preocupante ter ocorrido logo após a troca do oleo. Então certamente o dono anterior colocou algum aditivo no óleo do motor.

 

Primeiro ajuste - aproximadamente 0.15 nas válvulas de admissão e 0.35 nas válvulas de escapamento.

O consumo do motor ficou extraordinário com o ar ligado na gasolina fez 11 km/litro. O motor perdeu boa parte do torque em baixa rotação.

Silencio total no funcionamento.

 

Segundo ajuste - 0.20 na admissão e 0.40 no escapamento utilizando o método abertura total das válvulas de escapamento.

O consumo voltou a ser 9,0 na gasolina com ar ligado. Potencia e torque altos e o madito barulho de motor Renault CHT.

 

Terceiro ajuste Segundo ajuste - 0.20 na admissão e 0.40 no escapamento utilizando o método em balanço.

O consumo está em 10,0 km/l na gasolina com ar ligado. Torque e potencia muito bons e o barulho de válvulas admissível.

 

Assim recomendo o método em balanço, o mesmo que utilizei no motor AE/CHT do meu antigo gol quadrado.

 

Se houvesse lido anteriormente que o motor 1.4 possui uma tecnologia tão antiga eu não teria adquirido o 207. Isto é uma opinião pessoal! Uma vez que comprei o carro como último recurso e oportunidade de ocasião. O motor funciona igual à um motor 1.6 AE/CHT com injeção eletrônica. Falo isto pois eu adaptei no meu gol quadrado antigo. Literalmente a diferença que instalaram a correia dentada e no cht utilizam corrente e varetas! Motores atuais utilizando tuchos hidráulicos e outras tecnologias incomparáveis com este motorzinho.

 

Concluo também que os motores 1.4 flex ou não que estão com baixo rendimento, pouco torque provavelmente estão com as válvulas presas, já os que estão com consumo alto e barulho de válvulas estão com válvulas soltas.

 

Assim o simples ajuste de válvulas é responsável por muitos problemas que levam erroneamente pensar em falhas de bico injetor, catalizador entupido, velas danificadas, falha em central de injeção etc.

 

Em todos 206 e 207 no meu serviço possuem vazamento na direção hidráulica e contaminação do fluido de direção. Fato este gerado pela tampa de péssima qualidade do reservatório do oleo. Recomendo também a troca do fluido hidráulico que é barato e facil de substituir via succao à vacuo.

 

Obrigado a todos!

 

 

 

  • Upvote 4

Share this post


Link to post
Share on other sites

boa!!!

 

realmente, é imprescindivel a regulagem das valvulas!!!

 

a "vantagem" das valvulas com regulagem, é que "consome" menos potencia do motor...

 

 

e a abertura de valvulas sempre é total, não tendo a possibilidade de variação devido a não enchimento completo do tucho eventualmente...

 

 

a regulagem de 20/40 em balanço é a adotada, realmente...

 

 

 

e sou obrigado a discordar veementemente de ti.... JAMAIS o motor 1.4 da PSA será comparável sequer de longe a um CHT

 

 

depois de abrir um, e analisar o cabeçote dele, fiquei surpreso com a quantidade de TECNOLOGIA que esse cabeçote tem!!!

 

 

ele é o ULTIMO da eficiente...

 

com bicos NO cabeçote, e não no coletor, que faz com que a injeção seja em cima da valvula...

 

a camara de combustão é extremamente trabalhada, para um maximo aproveitamento de combustivel

 

as valvulas são na diagonal, e de lados opostos, facilitando MUITO o fluxo...

 

enfim, esse motor 1.4 psa é MAGNIFICO!

 

 

jamais compare ele a um CHT autolatina da vida ok?

  • Upvote 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Welsonas, a hora que vc descobrir que os motores da honda que estão nos civics tbm são tuchos mecanicos!!!!!!.......

 

Outro detalhe o 1.4 da PSA, foi pensado para ser economico, eficiente e de facilima manutenção, por isso ele é mais simples do que outros motores, fora a confiabilidade que ele tras, justamente por sua simplicidade.

  • Upvote 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Boa tarde!

 

Adquiri um 207 1.4 - 2011 XR com 35mil quilômetros rodados. Sou mecânico hobista, sendo minha principal função funcionário publico.

 

Assim com minha experiencia anteriores (fusca, gol quadrado, Megane, Corsa) eu resolvi fazer um teste no carro 207 pois o mesmo estava com consumo elevado, porém com ótima potencia e um barulho de válvulas batendo. Somente depois que passa a empolgação da compra que eu vejo certos "defeito" e não consigo deixar passar.

O primeiro teste que fiz foi ler todo material que encontrei. Pena que pude apenas encontrar material em idioma francês, inglês ou russo.

Por tabela os valores de abertura de válvulas devem ser entre 0.20 +- 0.5 na admissao e 0.40 +- 0.5 no escapamento.

 

O carro estava com as válvulas de escapamento entre 0.35 e 0.50 sendo o recomendado 0.40 e as de admissão entre 0.15 e 0.30. Boa resposta de aceleração e consumo entre 9,5 km/l na gasolina e 5,5 no alcool, andando de forma "Goiana" e de modo tiozão entre 10,5 km/l na gasolina.

 

Pois bem o barulho das válvulas estava incomodando muito, tendo como fator preocupante ter ocorrido logo após a troca do oleo. Então certamente o dono anterior colocou algum aditivo no óleo do motor.

 

Primeiro ajuste - aproximadamente 0.15 nas válvulas de admissão e 0.35 nas válvulas de escapamento.

O consumo do motor ficou extraordinário com o ar ligado na gasolina fez 11 km/litro. O motor perdeu boa parte do torque em baixa rotação.

Silencio total no funcionamento.

 

Segundo ajuste - 0.20 na admissão e 0.40 no escapamento utilizando o método abertura total das válvulas de escapamento.

O consumo voltou a ser 9,0 na gasolina com ar ligado. Potencia e torque altos e o madito barulho de motor Renault CHT.

 

Terceiro ajuste Segundo ajuste - 0.20 na admissão e 0.40 no escapamento utilizando o método em balanço.

O consumo está em 10,0 km/l na gasolina com ar ligado. Torque e potencia muito bons e o barulho de válvulas admissível.

 

Assim recomendo o método em balanço, o mesmo que utilizei no motor AE/CHT do meu antigo gol quadrado.

 

Se houvesse lido anteriormente que o motor 1.4 possui uma tecnologia tão antiga eu não teria adquirido o 207. Isto é uma opinião pessoal! Uma vez que comprei o carro como último recurso e oportunidade de ocasião. O motor funciona igual à um motor 1.6 AE/CHT com injeção eletrônica. Falo isto pois eu adaptei no meu gol quadrado antigo. Literalmente a diferença que instalaram a correia dentada e no cht utilizam corrente e varetas! Motores atuais utilizando tuchos hidráulicos e outras tecnologias incomparáveis com este motorzinho.

 

Concluo também que os motores 1.4 flex ou não que estão com baixo rendimento, pouco torque provavelmente estão com as válvulas presas, já os que estão com consumo alto e barulho de válvulas estão com válvulas soltas.

 

Assim o simples ajuste de válvulas é responsável por muitos problemas que levam erroneamente pensar em falhas de bico injetor, catalizador entupido, velas danificadas, falha em central de injeção etc.

 

Em todos 206 e 207 no meu serviço possuem vazamento na direção hidráulica e contaminação do fluido de direção. Fato este gerado pela tampa de péssima qualidade do reservatório do oleo. Recomendo também a troca do fluido hidráulico que é barato e facil de substituir via succao à vacuo.

 

Obrigado a todos!

 

 

 

 

Seria MUITO bom se pudesse ensinar como fazer esses ajustes, hein amigo?! :thumbup:

Share this post


Link to post
Share on other sites
Método por balanço:


Esse método consiste em fechamento da válvula de escapamento e inicio de abertura da válvula de admissão e regula-se a válvula do cilindro correspondente. Exemplo. Para motores 4 cilindro com ordem de ignição 1-3-4-2. Deve-se;

Balancear o cilindro 4 para regular o cilindro 1;

Balancear o cilindro 2 para regular o cilindro 3;

Balancear o cilindro 1 para regular o cilindro 4

Balancear o cilindro 3 para regular o cilindro 2.


Método par válvula de escapamento plenamente aberta:

Válvula de escapamento

Plenamente aberta Válvula de admissão

a regular Válvula de escapamento a regular

1 3 4

3 4 2

4 2 1

2 1 3


Método por posicionamento da arvore de manivelas (virabrequim)


Neste método deve se colocar o primeiro cilindro em compressão e o pistão em PMS. Assim iniciar o processo conforme descrição abaixo. (A = Admissão e E = escapamento)


Primeiro passo, colocar a ferramenta de aperto angular e girar a arvore de manivelas 20° e ajustar as válvulas E - 1 e E - 3;

Segundo passo, repor a ferramenta em zero e girar a arvore de manivelas em 240º e regular A – 1 e A – 3;

Terceiro passo, repor a ferramenta em zero e girar 120° e regular E -2 e E – 4;

Quarto passo, repor a ferramenta em zero e girar 240° e regular A - 2 e A – 4.

Obs.: este procedimento é adotado nos motores 1.0 da Renault 8 e 16 válvulas. Nos motores 16 válvulas podem ter duas regulagens distintas, sendo 0,10 para admissão e 0,17 para escapamento para comando de válvula sem ranhura, para motores com comando de válvula com ranhura a folga é de 25 a 30 para admissão e 35 a 40 para escapamento, esta ranhura encontra-se entre A2 e E2.


Método de posicionamento da parte de trás do cames.


Este método geralmente é utilizado para motores que utiliza pastilha de válvulas, para regulagem basta deixar o cames para cima e verificar a folga entre o cames e a pastilha; Para a regulagem utiliza-se o seguinte cálculo:


Folga medida + espessura da antiga pastilha – folga tabelada = espessura da nova pastilha.


Obs:. Aplicar a pastilha com a marca para baixo para evitar que a mesma se apague.
  • Upvote 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Show de bola cara.. Muito Obrigado pelos toques!

Share this post


Link to post
Share on other sites

precisei regular o meu esses dias tb! é bem simples, mas merece atenção.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Tobias, boa tarde

 

Segue um site com mais algumas informações.

 

http://cuidandodomeupeugeot.blogspot.com.br/2012/06/regular-valvulas-motor-tu-106206306-8v.html

 

Abraço

 

Opa, muito obrigado! Dicas que ajudam muito!!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Desculpa, fiquei muito tempo longe da internet.

Procura no youtube o canal Diego Velocimetros! Lá tem um passo a passo da regulagem de valvulas em balanço.

Lembre-se que é o mesmo motor do Citroen C3 e do 206.

Aqui no serviço eu nao tenho acesso ao Youtube, depois eu coloco o link.

Share this post


Link to post
Share on other sites

o 1.6 16v usa tuchos hidraulicos?

Share this post


Link to post
Share on other sites
o 1.6 16v usa tuchos hidraulicos?

 

Sim

Share this post


Link to post
Share on other sites

0,15 / 0,35 ou 0,20 / 0,40?

Edited by Andre.Luiz

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
Sign in to follow this  

×